PANIFICAÇÃO
PADEIROS
INFLUENCIADORES DIGITAIS
KNOW HOW
MMB

Influenciadores digitais da panificação: tire aqui suas dúvidas

18 OUTUBRO,2017

 

Ainda que os influenciadores digitais da panificação possam parecer novidade, os formadores de opinião já existem há tempos. O que ocorreu, com a popularização da internet, foi uma ampliação e segmentação dos especialistas, além da disponibilização de um espaço democrático para a exposição de opiniões.

 

Neste caso, podemos falar sobre as redes sociais, as principais plataformas dos influenciadores. E também da popularidade deles, mensurada em curtidas, compartilhamentos e seguidores.

 

Isso fez com que ingressássemos no que, hoje, chamam de “era do influenciador digital”, como mostra a pesquisa do eMarketer. Nela, 45% dos entrevistados disseram utilizar as redes sociais para se guiar pela sua jornada de compra.

 

Dessa maneira, é nítida a relevância dos influenciadores digitais da panificação. E, neste post, vamos entender mais sobre o assunto, além de apontar algumas dicas para negociar com eles. Confira!

 

O que são os influenciadores digitais?

 

São aqueles que costumam chamar a atenção quando falam e cuja opinião geralmente é apreciada. Isso é algo que se vê no cotidiano, seja no trabalho, em conversas informais entre amigos ou em reuniões de família.

 

Acontece que os influenciadores digitais trabalham essa reputação com o longo alcance da internet — e segmentados pelas suas especializações. Assim, sites, blogs e as já mencionadas redes sociais ganham destaque para a divulgação de serviços e produtos de outras marcas.

 

Consequentemente, empresas rapidamente identificaram uma oportunidade nisso. Com a presença de influenciadores digitais de gastronomia, o valor da solução é endossado pela opinião de quem tem o respeito do público.

 

E existem diversos tipos de influenciadores, o que amplia o leque de opções dessas empresas. A ferramenta Traackr avaliou 10 tipos diferentes de influenciadores:

 

- ativista: a valorização das opiniões particulares;

- autoridade: cuja opinião promove a sua popularidade;

- celebridade: que gera reconhecimento imediato;

- conector: o que liga pontos e conexões e faz a sua fama com isso;

- disruptivo: que gosta de criar debates;

- expert: especialista do seu setor de atuação;

- insider: aquele do ramo, que compartilha a sua autoridade;

- jornalista: que movimenta o setor com sua palavra profissional;

- analista: aquele antenado em tendências;

- personal brand: aquele cujo nome já serve como valorização.

 

Para essa variedade ampla de influenciadores, é importante compreender como cada um pode atuar em favor da sua marca. Por isso, vamos nos aprofundar nesse conceito e em como avaliar o melhor influenciador para o seu negócio.

 

Como identificá-los?

 

Em geral, eles são apontados como autoridades de acordo com a influência digital que exercem. É o caso mencionado sobre as curtidas, seguidores e compartilhamentos. Ou seja: a possibilidade de alcançar o maior número de pessoas.

 

Só que a quantidade não é o único elemento a se considerar para encontrar influenciadores digitais da gastronomia. Eles geram e mantêm uma relação com os seus seguidores — por isso, outras características complementam essa equação, como:

 

- qualidade dos seguidores: às vezes, a quantidade é um reflexo distorcido da realidade, em que os seguidores pouco interagem — tornando-se apenas números nas redes sociais;

- interação: é o engajamento dos seguidores e a maneira com a qual a pessoa interage com eles. O diálogo é essencial para mensurar o impacto de uma ação, por exemplo;

- credibilidade: formadores de opinião devem, acima de tudo, ter uma boa credibilidade com o seu público. Do contrário, que bem faria a uma marca realizar ações com alguém cuja opinião é desacreditada?

 

Com essa combinação de qualidades, os influenciadores podem agregar mais valor às suas estratégias. E, caso ainda não saiba como eles podem impactar o seu negócio, logo abaixo vamos falar um pouco mais a respeito disso.

 

Como eles podem influenciar uma marca?

 

Por meio da reputação digital que eles têm, inicialmente. Funciona como uma espécie de conselho daquela pessoa em que você confia: a indicação de influenciadores é valiosa.

 

A diferença é que esse conselho é dado para milhares (ou até mesmo milhões) de pessoas, que também vão repercutir essa indicação. Sem exageros, uma boa estratégia planejada com influenciadores pode ser o divisor de águas para qualquer empresa.

 

Principalmente, porque se trata de uma ação rápida, que acumula resultados com igual agilidade, e economicamente acessível. Encaminhar um produto para influenciadores sai muito mais em conta do que investir em alguns tipos de mídias pagas.

 

Para tanto, as marcas devem saber com quem elas dialogam e quem elas desejam impactar. Isso significa que encontrar o maior influenciador em um contexto de panificação ou confeitaria não é o suficiente para render bons resultados.

 

É necessário que a sua solução converse com o público dessa personalidade. Além disso, que gere identificação com o formador de opinião e com aqueles que ele pode influenciar.

 

Tudo diz respeito à adequação do produto ou serviço a ser divulgado com o nicho em que ele está inserido. É a mesma premissa do marketing digital: encontrar a mensagem certa, para o público certo, no momento certo.

 

O conceito, inclusive, vai ao encontro do comportamento atual do consumidor. Como dissemos, no estudo do eMarketer, a opinião do influenciador tem peso, mas apenas porque as pessoas pesquisam mais.

 

Elas querem saber se e como o produto funciona, e o que ele pode fazer por essa pessoa. No mercado de panificação, é a possibilidade de detalhar um pouco mais as receitas e fazer com que sejam apresentadas por alguém de confiança do público.

 

Isso desperta e nutre o interesse do consumidor, que pode ser alimentado por soluções multimídias, como imagens, textos e vídeos.

 

Cada rede social tem um diferencial, e é possível fazer uso dos influenciadores digitais da gastronomia para explorar as características do seu produto.

 

Entretanto, atenção: falamos que uma estratégia dessas pode ser o grande divisor de águas para uma empresa. E isso vale tanto para resultados positivos quanto negativos. Afinal, quando o influenciador digital constrói uma resenha negativa — ou quando a escolha é inadequada ao produto —, a empresa sofre um grande impacto.

 

Daí a importância em confiar em seus produtos e em encontrar a parceria ideal para os seus objetivos, algo que veremos logo abaixo, para você ter mais chances de implementar uma estratégia de sucesso!

 

Como fazer parcerias com influenciadores digitais?

 

O mercado de influenciadores ainda se encontra em estágio exploratório. Sabe-se que as campanhas devem ser planejadas por meio de parcerias que tenham a ver.

 

Isso porque uma escolha errada pode ser prejudicial à imagem das empresas — e, em alguns casos, à credibilidade dos influenciadores. Essa parceria deve ser planejada e trabalhada para ser acertada do início ao fim.

 

Por se tratar de um momento embrionário, em que marcas e influenciadores ainda buscam compreender essa dinâmica, a negociação é fundamental. E é o que veremos a seguir!

 

Qual é o passo a passo para negociar com um influenciador?

 

Para que a sua estratégia seja construída em cima de certezas, reunimos algumas dicas que podem ajudar na organização do trabalho, como:

 

Entenda o perfil do seu público-alvo

 

Antes de escolher o melhor influenciador digital para os seus objetivos, a campanha tem início: em compreender quem é o seu consumidor, do que ele gosta e quais são os objetivos e desafios que ele enfrenta.

 

Além disso, é importante analisar o comportamento dele e quais são os meios mais utilizados para consumir conteúdo. Com isso, fica nítida a escolha pelo tipo de influenciador que você vai abordar.

 

Sem falar na importância em estar alinhado com o perfil do público. Quanto mais afinado for esse relacionamento, mais fácil será o planejamento.

 

Faça uma listagem de influenciadores digitais

 

Consiste em observar o mercado, inicialmente. Quais influenciadores têm feito um trabalho capaz de ser associado às suas soluções?

 

Com isso, você pode percorrer as redes sociais (como YouTube, blogs, Instagram, Facebook e Snapchat, entre outras) e fazer uma lista das principais. Convém manter essa lista atualizada para identificar rapidamente novas oportunidades.

 

Quantifique e qualifique

 

Agora que você já tem uma listagem dos principais influenciadores do seu nicho de mercado, é hora de quantificar e qualificar cada um deles.

 

Para isso, avalie os números absolutos que os influenciadores digitais acumulam, como:

 

- inscritos ou seguidores em seus canais;

- visualizações das postagens;

- engajamento dos usuários e interação com eles.

 

Os números e indicadores valem muito para a sua avaliação, que deve passar por um critério de qualificação. E isso passa pela identidade da marca, como ela se comporta no mercado e o perfil do público-alvo.

 

Pois, a partir dessas informações, você vai restringir cada vez mais os influenciadores capazes de prestar o melhor tipo de serviço para concretizar os objetivos da campanha.

 

Alguns pontos a serem analisados sobre o influenciador:

 

- como ele interage com o público?

- qual é o seu perfil?

- como o mercado reage a ele?

- quais são os pontos fortes e desafios dessa parceria?

- como ele se relaciona com a sua concorrência?

 

Vale, ainda, observar a curva de ascensão dos representantes de sua listagem. No YouTube, por exemplo, os usuários do mundo inteiro assistem a 1 bilhão de horas por dia de vídeos, e novos canais despontam a todo instante.

 

A atenção deve se concentrar justamente, portanto, em como o influenciador tem crescido nesse mercado dinâmico. Compreender o momento dessa pessoa ajuda a tornar a sua estratégia ainda mais eficiente com base na seguinte lógica: influenciadores em alta podem trazer resultados melhores.

 

Para entender esse momento, avalie os números do influenciador e, se possível, pesquise outras campanhas por ele realizadas para verificar o impacto dessas ações anteriores.

 

Saiba o que você deseja conquistar

 

Da mesma maneira que você faz um panorama completo dos influenciadores digitais da gastronomia, eles também fazem isso com as marcas com as quais eles trabalham e vão trabalhar.

 

Por isso, é importante colocar, na negociação, o momento de sua empresa e também o que você pretende conquistar com aquela parceria. Isso tudo deve estar muito bem estabelecido, bem como a preparação para alcançar bons resultados.

 

Como exemplo, vamos pensar em uma campanha cujo site não esteja preparado para receber um fluxo elevado de acessos. O resultado disso pode prejudicar muito do que há de bom nessa parceria com um influenciador digital.

 

Ou, ainda, com um site que não seja responsivo — ou seja, que não se adapte aos acessos via dispositivos móveis. Considerando que as pessoas passam boa parte do dia navegando em seus smartphones ou tablets, essa questão tem muita relevância.

 

Entre em contato e crie um relacionamento

 

Influenciadores em ascensão ou nos estágios iniciais de sua trajetória costumam lidar diretamente com as marcas. Outros, com um respaldo maior, já trabalham com agências.

 

Independentemente da situação em que o influenciador do seu interesse se encontra, a listagem deve conter os dados de contato dele. Ao abordá-lo, aproveite para evidenciar as qualidades dessa pessoa e apontar os diferenciais de sua marca.

 

Em seguida, é importante fazer com que ele perceba as vantagens dessa parceria. E aí reside um planejamento estratégico para destacar de que maneira as duas partes vão se beneficiar disso.

 

Convém, ainda, solicitar o material dos influenciadores de trabalhos anteriores — um elemento determinante para qualificar ainda mais a sua lista e atualizá-la.

 

Negocie e encante-o

 

Negociações que passam por agências podem ser mais demoradas, porque, do primeiro contato, existe um intervalo de tempo, que é o momento em que o influenciador avalia a proposta intermediada pelo profissional.

 

É aqui, inclusive, que valores e a entrega de valor da campanha se encontram. Influenciadores digitais mais cobiçados cobram, naturalmente, um valor mais elevado do que um profissional em início de carreira. Tenha em mente, previamente, o teto para investir nessa campanha.

 

Além disso, a elaboração de um contrato é fundamental para que todas as partes se sintam protegidas e os elementos entregáveis da estratégia sejam juridicamente estabelecidos.

 

Explore as suas expectativas

 

Definidos os estágios iniciais da negociação, é hora de se reunir com o influenciador digital da gastronomia para passar o briefing de sua campanha.

 

Entenda que o briefing é o direcionamento da campanha, e não o roteiro. Isso fica por conta do influenciador — e, quanto menos intervenção da empresa, mais natural será a opinião dele.

 

Vale, também, aproveitar o momento para enviar (caso ainda não tenha sido enviado) o produto que você deseja trabalhar por meio desse influenciador. Mostrar todo o valor de sua solução é determinante para que o encantamento idealizado para o público-alvo também impacte o influenciador.

 

Analise o material e mensure os resultados

 

Agora, existem duas etapas bem definidas: a primeira é a aprovação do trabalho realizado. Avalie se tudo estabelecido em contrato foi respeitado e se a ação promovida está em alinhamento com as expectativas e objetivos do projeto.

 

Ajustes realizados e campanha no ar, é hora de trabalhar no engajamento da campanha. Os seus próprios colaboradores podem ajudar a potencializar os resultados, da mesma forma que a campanha deve ser divulgada em todos os seus canais.

 

Em seguida, deve-se mensurar a performance da ação e contar com uma força-tarefa para lidar com o alto volume de acessos ou interesse do consumidor. Caso a campanha seja bem-sucedida, as abordagens do consumidor vão crescer gradativamente.

 

Tenha em mente que todos os resultados obtidos dessa campanha devem ser analisados e considerados para o planejamento da ação seguinte. Eles são verdadeiros termômetros do que funcionou e do que pode ser repensado para a próxima estratégia.

 

Quem são os maiores influenciadores digitais da panificação?

 

Até aqui, falamos sobre o conceito de influenciadores digitais e o impacto deles nas ações promovidas pela sua empresa. Por fim, estabelecemos um passo a passo para abordá-los e iniciar uma negociação com eles.

 

Agora, para facilitar um pouco do seu trabalho, reunimos uma breve — mas poderosa — seleção com os maiores influenciadores digitais em panificação e confeitaria. Assim, você adquire uma base predefinida para criar as suas ações de divulgação. Confira!

 

Rafael, da The Slow Bakery

 

Fundada em 2014, The Slow Bakery tem feito sucesso entre aqueles que não abrem mão de um pão cujo resgate de processos milenares é idealizado.

 

À frente do projeto, Rafael tem mantido constância no relacionamento com o público, e o resultado você pode conferir ao clicar no link acima, que vai direcionar você ao perfil da The Slow Bakery no Instagram.

 

Flávia Maculan, do Tøast

 

Padeira e bióloga, Flávia Maculan é apaixonada pelo método sourdough de fazer pães. Após um período de experiências nos Estados Unidos, ela voltou ao país com uma grande bagagem profissional — com destaque à sua especialização na técnica de fermentação natural.

 

O resultado você pode conferir por si só no Instagram dela, ou no Tøast, o seu empreendimento.

 

Izabela Tavares, da Iza Padaria Artesanal

 

Mais uma aficionada pela fermentação natural para os seus produtos, Izabela Tavares se formou em gastronomia e, posteriormente, ampliou os conhecimentos em escolas na Itália e em São Francisco.

 

Para saber mais a respeito de uma das grandes influenciadoras digitais de gastronomia na área, acesse a sua página do Instagram.

 

Marco Antonio, do Rei da Broa

 

Originário de uma família de padeiros, Marco Antonio é a quarta geração de apaixonados pela panificação e, hoje, é consultor e sócio do Centro Gastronômico Requinte.

 

Mais sobre o seu trabalho como influenciador digital pode ser encontrado no Instagram de seu projeto Rei da Broa.

 

Alethea Suedt, d’A Padeira

 

No Instagram de Alethea, você aprende muito sobre o cuidado e atenção que ela dá à panificação.

 

Uma pesquisa frutífera que pode render boas ideias para você desenvolver o seu trabalho com influenciadores digitais da gastronomia, inclusive.

 

Cristina, da Madre Pães Artesanais

 

A micropadaria artesanal de Cristina, localizada em Belo Horizonte, tem dado o que falar, e, em suas redes sociais, o tráfego é intenso e repleto de engajamentos.

 

Pode ser uma possibilidade e tanto para desenvolver um trabalho em parceria.

 

Jaqueson Dichoff, da Vituccio

 

O chef Jaqueson Dichoff, que comanda uma das pizzarias mais tradicionais da Zona Oeste paulistana, usa o seu Instagram para apresentar as suas últimas novidades.

 

Beth, da Beth Bakery

 

De pães a doces caprichados, a Beth Bakery tem se expandido continuamente desde a sua inauguração, em 2013.

 

Para saber mais sobre o local, bem como a sua influenciadora principal, acesse o Instagram da micropadaria artesanal.

 

Flavio Federico, da Academia de Confeitaria

 

O local reúne interessados em dar mais cor e sabor às suas receitas adocicadas. No Instagram de seu idealizador, Flavio Federico, é possível ter uma prévia do que acontece na Academia de Confeitaria e, assim, pensar em deliciosas possibilidades de parceria.

 

Moema Machado

 

Influenciadora com versatilidade em suas criações, Moema Machado concentra boa base de seguidores, o que pode ser uma oportunidade valiosa para ampliar o alcance de suas ações.

 

Acesse o Instagram da padeira profissional para saber mais a respeito do seu trabalho.

 

Papoula Ribeiro, da Padoca do Maní

 

Após uma consultoria na Padoca do Maní, uma das mais prestigiadas da cidade de São Paulo, Papoula Ribeiro integrou a equipe do local.

 

Lá desde 2015, após quase 20 anos especializando-se, a padeira construiu também uma sólida base de seguidores que acompanham as suas atualizações e da padaria em que trabalha.

 

No Instagram da Padoca do Maní, você pode observar como um trabalho diferenciado é realizado por ali, e o que isso pode significar para a elaboração de suas campanhas.

 

Rogerio Shimura, da Levain Escola de Panificação 

 

Com outro empreendimento na capital paulista, a Shimura Pães e Doces, Rogério é um influenciador com alto volume de seguidores. Confira seu Instagram.

 

Luiz Americo Camargo, autor do livro Pão Nosso

 

A publicação contempla diversas dicas, truques e até mesmo aprendizado com o que não deu certo. Em seu Instagram, a discussão é online e pode ser bastante proveitosa para suas ações.

 

Diego Lozano, da Escola de Confeitaria

 

Aromas e cores, com um tom adocicado, fazem parte da rotina do chef, que usa o seu Instagram para apresentar algumas de suas delícias. Confira!

 

Rodrigo Oliveira, do Mocotó

 

À frente do popular restaurante Mocotó, o chef também usa suas redes sociais para apresentar uma série de receitas em panificação. Vale a pena conferir o seu Instagram.

 

Hanny Guimarães

 

Grande influenciadora na área de panificação, que usa o seu Instagram para encantar e inspirar seus milhares de seguidores.

 

Fabiano Marcolini, do Fabiano Marcolini Alimentari

 

Pães e doces marcam presença constantemente nas postagens desse influenciador digital da gastronomia, que lidera a equipe do Fabiano Marcolini Alimentari. Conheça o seu Instagram.

 

Jean Jacob, da France Panificação

 

O local, que é a importadora oficial da farinha Bagatelle, conta também com a influência de Jean Jacob para produzir maravilhas na área de panificação. Confira suas redes sociais!

 

Marcos Carnero, da Miolo Padaria Orgânica

 

Conheça o Instagram do chef para ficar por dentro das novidades que ele posta, no setor de panificação, completando nossa lista de influenciadores digitais da panificação.

 

Javier Vara 

 

O mestre padeiro espanhol, que tem adquirido popularidade por meio dos cursos que realiza, também tem uma conta nas redes sociais.

 

Ariel Lettieri, da Sweez

 

Mais um profissional que compartilha a sua arte, o Chef Pâtissier & Boulanger Consultor Ariel Lettieri possui boa base de seguidores no Instagram.

 

Júnior Ventura 

 

Especializado em padaria artesanal e confeitaria artística, o chef luso-brasileiro explora bem a sua arte em receitas para todos os gostos.

 

Paula Rosignoli, da Pra Lá de Bom

 

Quer saber um pouco mais a respeito da Pra Lá de Bom, uma padaria artesanal em São Paulo que não faz uso de glúten, lactose e açúcar refinado? Então, conheça o Instagram do local, ,

 

Jacques Paulin, da France Panificação

 

Um dos artistas por trás da France Panificação, o chef Jacques Paulin conta com uma grande base de seguidores nas redes sociais.

 

Kadu Carneiro, da Padaria Boníssima

 

Padeiro na Padaria Boníssima, Kadu Carneiro também tem trazido diferenciais deliciosos à arte da panificação.

 

Rodrigo Gomes, da Pane & Salute

 

Rodrigo Gomes se instalou em Caxias do Sul e mostrou o quanto é possível fazer do pão uma verdadeira arte. Para entender o que estamos falando, conheça a Pane & Salute!

 

Guillaume Petitgas, do La Boulangerie

 

À frente da rica cozinha brasiliense do La Boulangerie, Guillaume Petitgas tem reforçado o conceito de que influenciadores digitais da gastronomia estão em alta!

 

Nilson Diniz, da France Panificação

 

O chef, que faz parte da escola France Panificação, ajuda a trazer mais riqueza ao repertório gastronômico do mercado.

 

Dilson Menezes, da Varanda Pães Artesanais

 

O chef e proprietário da Varanda Pães Artesanais, Dilson Menezes, também tem agitado o mercado do Distrito Federal — com pães artesanais somente feitos à base de fermentação natural.

 

Paulo Chaves 

 

Com mais de duas décadas dedicadas à panificação, o chef Paulo Chaves faz um diversificado trabalho. Algo que o gabarita para as mais diversas campanhas, como influenciador digital.

 

Marcos Cerutti, da S.p.A. Pane

 

Com uma inspiradora história, o ex-economista Marcos Cerutti encontrou o verdadeiro ofício na cozinha. Hoje, dá cor e sabor às receitas do S.p.A. Pane.

 

Johannes Roos 

 

O padeiro alemão Johannes Roos explora bem toda a criatividade elaborada em anos de experiência no ramo. Vale a pena conhecer as invenções do profissional.

 

Bertrand Busquet 

 

Com uma sólida legião de seguidores em seu Instagram, Bertrand Busquet traz uma rica inventividade à cozinha — e boa dose de possibilidades como influenciador digital.

 

Mac Marques 

 

O chef Mac Marques, atualmente, explora mais a fundo os seus conhecimentos na Akademie Deutsches Bäckerhandwerk Weinheim, em Berlim.

 

Pedro Calvo, da Panetteria Attimino

 

Um dos responsáveis pela notoriedade da Panetteria Attimino, Pedro Calvo mobiliza muitos fãs nas redes sociais, o que o galga como um ótimo influenciados digital da gastronomia.

 

Thiago Faro, da Confeitaria Colombo

 

Com amplo destaque online por conta de sua atuação na tradicional Confeitaria Colombo, o chef Thiago Faro também tem explorado bem a sua imagem como influenciador.

 

Gianni Robert 

 

Com uma popular marca que leva o seu nome, Gianni Robert tem explorado ricamente o seu papel de influenciador digital no Instagram. Dê uma conferida!

 

Gláucia Silva 

 

Gláucia Reis da Silva tem papel significativo na transformação do perfil dos chefs de cozinha. Boa pedida para influenciar positivamente campanhas no ramo de panificação

 

Fernanda Valdivia, da Deli Garage

 

Uma das mentes por trás da Deli Garage, a chef Fernanda Valdivia pode ajudar a mobilizar a sua marca como influenciadora.

 

Augusto Carvalhal da Silva, da Garage Bakery

 

Dê uma conferida na fan page da Garage Bakery para ver o que o chef Augusto Carvalhal da Silva e sua equipe produzem corriqueiramente.

 

Lúcio Almeida, do Bread Lab

 

Com boa representatividade online, o padeiro Lúcio Almeida é mais um grande nome, entre os influenciadores digitais da gastronomia.

 

Mateus Matana, da Maria Antonieta Campinas 

 

O chef, que comanda a cozinha da 

 

Maria Antonieta também pode trazer frescor às suas campanhas como influenciador da gastronomia.

 

Laurent Suaudeau, da School Cooking Laurent Suaudeau

 

Um dos grandes influenciadores digitais da gastronomia, Suaudeau conta com um Instagram recheado de novidades. Dê uma olhadinha!

 

Fernando de Oliveira 

 

O chef Fernando de Oliveira trabalha com consultoria, o que o gabarita como um influenciador de respeito no mercado.

 

Vitor Sobral, da Padaria da Esquina

 

Quer acompanhar a criatividade artística de Vitor Sobral? Acompanhe o seu Instagram, sempre com novidades fresquinhas para os seus seguidores.

 

Ricardo Arriel 

 

Com destacada atuação online, o chef Ricardo Arriel possui também uma boa base de seguidores em seu Instagram!

 

Luiz André Alvim, da Bike Bakery

 

A padaria artesanal carioca Bike Bakery conta com todo o talento de Luiz André Alvim para encantar continuamente seus clientes — e seguidores. Vale conferir a página do local!

 

Jamal Cotait Filho, da Academia do Pão

 

Mais um profissional que encontrou o ofício na gastronomia, após mais de 35 anos no mercado financeiro. Hoje, Jamal Cotait Filho está à frente da Academia do Pão, em São Paulo.

 

Juliana Pascal, da Escola de Panificação Levain

 

No Instagram da chef Juliana Pascal, você confere um pouco do talento da profissional. É possível também conferir o seu trabalho na Escola de Panificação Levain.

 

Celi Anizelli, da Celi Anizelli Pães Artesanais

 

Com oficinas e fornadas aromáticas e deliciosas, Celi Anizelli tem trazido um bom repertório culinário, podendo enriquecer as campanhas de quem está em busca de influenciadores digitais.

 

Niuler Briotto, da Padaria Altamura

 

O chef é mais um profissional que, por meio das criações feitas em sua Padaria Altamura, pode valorizar ainda mais o valor de sua marca.

 

Felipe Borio, da Padaria Altamura

 

Também parte do sucesso da Padaria Altamura, Borio mantém o Instagram repleto de novidades para os seus seguidores.

 

Adriano Ribeiro, do Amo Pão Caseiro

 

site Amo Pão Caseiro é um dos lugares onde o entusiasta pela panificação encontrou espaço para compartilhar suas receitas. Uma boa pedida para diversificar suas estratégias, portanto.

 

Alex Ribeiro, da Padoca do Alex

 

No Facebook  ou instagram, você tem um contato maior com o que o profissional produz, e como você pode usar essa imagem de influenciador em suas campanhas.

 

Filipe Fonseca, do Bread Lab

 

Também presente como consultor no Bread Lab, Filipe Fonseca mantém o Instagram como um cartão de visitas para que conheçam melhor o seu trabalho.

 

Roberta Bretas

 

Com uma marca homônima de pães artesanais, Roberta Bretas possui um Instagram que ajuda a imaginar diversas possibilidades para usar a sua imagem como influenciadora digital.

 

E então, deu para ter uma boa ideia do impacto que um influenciador digital pode ter em sua empresa? Eles estão em alta e podem trazer excelentes resultados para o seunegócio.

 

Ao longo deste artigo, avaliamos o boom e a proliferação dos influenciadores, mas também nos estendemos à prática do negócio, sobre como encontrar, abordar e negociar com esses profissionais, para usufruir de todos os benefícios da chamada era do influenciador digital.

 

Assim, você pode acertar muito mais no planejamento de suas campanhas com influenciadores digitais da gastronomia. E, caso já tenha tido uma experiência dessas, aproveite para ampliar essa discussão nos contando — no campo de comentários deste post — como foi o balanço geral dessa parceria!

 



< ANTERIOR
VOCÊ VAI GOSTAR
PRÓXIMA >