Rodrigo Gomes

Quem te inspirou?

Michel Suas, Maestro Marcos Cerutti e Marcio Sena.

 

Quando decidiu?

Quando visitei o estúdio do Maestro Marcos Cerutti e vi que era totalmente possível se dedicar a panificação artesanal e natural. Ao ver de perto seu trabalho, me inspirei e não tive dúvida que era essa a minha missão.

 

Como aprendeu?

De forma autodidata: por livros e vídeos. Aprendi e aprendo até hoje com o Marcio Sena, que sempre foi muito generoso em compartilhar o seu conhecimento.

 

Como define a sua cozinha?

Um misto do clássico francesa  e italiano, prezando sempre utilização de matéria prima responsável e natural. Trabalho apenas com farinhas orgânicas e com selo CRC.

 

Quem é você fora da cozinha?

Um viajante explorador de sabores e que busca um estilo de vida simples e natural. Bom filho, bom amigo e um marido eternamente apaixonado.

 

Sabor da Infância?

Do pão de água frito na manteiga; do empadão da vó e do bolinho de chuva da minha "tiazinha".

 

É um sucesso por quê?

Por fazer parte de um grupo de padeiros que buscam resgatar os valores do verdadeiro pão, escolhendo a melhor matéria prima possível e acessível, tudo isso com muito trabalho, dedicação e amor. Todos esses fatores resultam em um produto que facilmente conquista a fidelidade e carinho dos clientes.

 

Um prato?

Massa e Carne.

 

Comer ou preparar?

Sem dúvida: preparar!

 

O que comeu e não esqueceu?

Spaghetti al vangole que comi na Calabria.





POSTS