Paula Rosignoli

Quem te inspirou?

Recebi o primeiro diagnostico de doença celíaca,  em 1995, mas não tive orientação médica. Só a partir de um segundo exame em 2002 passei a não mais consumir glúten. A falta de opções no mercado me levou a produzir alimentos bonitos, gostosos e saudáveis para meu consumo e da minha família. Logo vieram os pedidos dos amigos, os amigos dos amigos e uma porção de pessoas com diversas alergias.

 

Quando decidiu?

No ano passado (2014) por conta das muitas encomendas!  

 

Como aprendeu? 

Errando e pesquisando. A alimentação sem glúten é muito específica, sensível e diferente em textura e cocção!  

 

Como define a sua cozinha?

Experimental, séria, limpa e segura para celíacos e disponíveis para muitas outras alergias e intolerâncias. 

 

Quem é você fora da cozinha?

Professora de Matemática por 30 anos, agora aposentada e que curte viajar e cozinhar! 

 

Sabor da Infância?

Bolo de Mel

 

É um sucesso por quê?

Porque os produtos são lindos e deliciosos! Acho que a falta de lugares sem glúten, seguros e com alimentos frescos, orgânicos e integrais faz com que tenhamos muitos clientes. Percebi que a cada dia mais e mais pessoas descobrem, na alimentação sem glúten, uma melhora na qualidade de vida e em algumas doenças. 

 

Um prato? 

Um bom bacalhau.

 

Comer ou preparar? 

Preparar. 

 

O que comeu e não esqueceu? 

Foie Gras





POSTS