fbpx
OPINIÃO

Dia Mundial do Pão

Escrito por Eugênia Pickina
16 de outubro de 2019

Há três coisas neste mundo

cujo gosto não sacia…

É o gosto do pão, da água

e do nome de Maria. Mario Quintana

 

O pão é um alimento que nos fascina desde a infância. Minha avó, descendente de alemães, fazia o pão em casa. Porque era um hábito, um labor criativo, um gesto afetivo para ser compartilhado com a família, os amigos que adentravam a qualquer tempo a sua acolhedora cozinha. Até hoje, um pedaço de pão com mel cria em mim uma relação imprevisível com a suave nostalgia e a pura alegria da meninice.

O pão tem um sentido histórico e cultural? Pois tem. Sabedora das minhas limitações, nunca escreveria sobre o pão como padeira, pois não domino essa arte. Escrevo então como uma apreciadora, porque um bom pão aguça os sentidos, causa bem ao corpo, reacende os aromas da memória afetiva…

Hoje, no Dia Mundial do Pão, há muita gente felizmente que está implicada com o ofício de fazer o pão. Padeiros e padeiras recuperaram, em diversos locais do mundo e também do Brasil, receitas esquecidas ou antigas, e estão a se dedicar para oferecer aos que prezam esse alimento à mesa, vários tipos de pães – de farinha de trigo, de milho, de cereais como o centeio, malte, o trigo sarraceno, a espelta – que escapou do ostracismo…

Um dos símbolos da alimentação, o pão é caro à humanidade. Cidades, regiões, países, são portadores de sabedoria acerca do pão. Obviamente, existem países em que o consumo do pão é comedido por sua própria cultura alimentar, contudo, ainda assim, hoje é possível desfrutar o pão mesmo nesses países devido à influência do turismo, principalmente, e à resiliência dos padeiros, das padeiras, das padarias…

Que não cansamos do pão, é uma evidência. Em quantas cidades e lugarejos do Brasil, o desjejum implica necessariamente um pedaço de pão com manteiga? Aos domingos, no café da tarde, quem não compartilharia com seus amigos um belo pão recém-assado?

Indispensável à mesa, de geração em geração, o pão estimula o paladar e enriquece nossas histórias e põe significado afetivo a nossas vidas…

Dia Mundial do Pão 2019. Esperamos que seja um dia feliz para padeiros, padeiras, padarias e para todos aqueles que apreciam o pão de cada dia.  Alimento essencial, e fonte de saúde, o pão há resistido e felizmente se atualizado no tempo.

 

Notinhas

O Dia Mundial do Pão foi instituído em 2000 pela União Internacional de Padeiros e Afins (UIB), em Nova York, para celebrar este alimento essencial.

Apesar da grande variedade disponível atualmente, a essência de sua receita continua a mesma: farinha, água, sal e fermento.

AVISO LEGAL | DISCLAIMER Todas as OPINIÕES não expressam particularmente a opinião do MMB e/ou empresas associadas, mas tão somente de quem as escreveu/emitiu. Para maiores informações, consulte também Termos de Uso do MMB.


Massa Madre News


ARTESANAL

Nomes de padaria: 7 dicas para surpreender!
Saiba como escolher nomes de padaria e faça com que seu negócio tenha mais visibilidade no mercado!
Massa Madre Blog

COMO PRECIFICAR PRODUTOS

Passando a ficha (técnica) a limpo!
Sobre fichas técnicas e, mais especificamente, fichas de precificação de produtos para sua padaria.
Pedro Marchi

COMO FAZER

Como fazer um pudim de leite condensado sem furos, leve e saboroso – técnicas e receita
Ténicas e receita
Renan Zacchi

EM CASA

Fazer pão em casa é fácil
Augusto Carvalhal da Silva

FERMENTO NATURAL

PÃO: um olhar inspirado!
Ana Cristina Galotta