CURIOSIDADES

Afinal, quanto custa abrir uma padaria?

Escrito por Massa Madre Blog
4 de outubro de 2019

O ramo da panificação atrai muitos empreendedores no Brasil. Os produtos fazem parte do cotidiano da população, o que ajuda na captação de clientes e desenvolvimento do negócio. Se você está pensando em entrar nesse mercado, deve estar se perguntando: quanto custa abrir uma padaria? Será que vale mesmo a pena investir nisso?

A resposta para essas e outras perguntas você encontra neste artigo, onde trouxemos todas as informações necessárias para começar seu novo negócio na área de panificação. Aproveite o conteúdo e boa leitura!

Vale a pena montar uma padaria?

Antes de começar qualquer tipo de negócio, é importante entender como está o mercado e se realmente vale a pena investir no segmento pretendido. No caso da panificação, os números do setor nos últimos anos são bastante animadores.

De acordo com a ABIP – Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria –, o mercado apresentou um crescimento de 2,81% em 2018 e um faturamento de mais de R$ 92 bilhões. Além disso, o volume de produtos de fabricação própria cresce a cada ano, ultrapassando 66% das vendas nos estabelecimentos.

Diante desses dados, fica fácil perceber que abrir uma padaria é uma boa aposta para quem deseja empreender e obter lucratividade e sucesso. Contudo, é importante tomar alguns cuidados para que tudo seja feito de forma eficiente. Confira as dicas que separamos no próximo tópico.

Por onde começar?

Uma das principais dúvidas de quem deseja saber como montar uma padaria é sobre o começo. Quais são as primeiras providências, o que deve ser observado e como iniciar a jornada da melhor forma possível?

Separamos 3 dicas simples, mas essenciais, que vão ajudar você nesse momento. Confira!

Entenda o perfil do público que será atendido

O primeiro passo para abrir uma padaria de sucesso é entender quem são seus futuros clientes. Quanto melhor você os conhecer, mais fácil será de entregar produtos e serviço de qualidade, pelos quais eles estejam dispostos a pagar.

Comece analisando as principais características que eles apresentam, principalmente em relação a:

  • classe social predominante;
  • rotina diária;
  • restrições alimentares;
  • tipo de coisas que eles mais valorizam.

Essas informações podem ser obtidas por meio de observações, pesquisas diretas, analisando estabelecimentos concorrentes, entre outros. O importante é garantir esse entendimento antes de passar para as próximas providências.

Defina o tipo de padaria que deseja montar

Depois de entender melhor quem são as pessoas que frequentarão a sua padaria, é preciso definir o tipo de produtos e serviços que serão oferecidos. Eles devem estar em sintonia com o perfil do seu público para proporcionar não apenas o que eles esperam de uma padaria, mas também o que eles necessitam em seu dia a dia.

Entre os tipos de produtos e serviços que fazem mais sucesso entre os clientes estão:

  • pães e massas artesanais;
  • produtos sem glúten ou sem lactose;
  • lanches feitos na hora;
  • refeições prontas para levar para casa;
  • receitas que utilizam ingredientes naturais.

Escolha uma boa localização

Outro fator de extrema importância e que está relacionado ao público é a escolha do local onde a padaria será aberta. Estude as características do público que foi definido na etapa anterior e encontre regiões nas quais eles estão concentrados. Essa estratégia aumenta as chances de estabelecer uma boa clientela já no início das atividades.

Se a intenção é atender pessoas de poder aquisitivo mais alto, é preciso instalar sua padaria em um bairro de classe social mais alta. Se o foco serão as pessoas que buscam uma alimentação mais saudável, uma boa estratégia é estar próximo de academias e centros esportivos. Esses cuidados garantem que o estabelecimento esteja mais perto dos clientes.

Estude os principais concorrentes

As empresas concorrentes são a principal fonte de estudo quando abrimos um novo negócio. Eles já estão no mercado há mais tempo, têm experiência em relação ao que tem dado certo e o que não é do agrado dos clientes e muitos são abertos à prática do benchmark, que é a troca de informações entre gestores.

Faça contato com outras padarias que atendam ao mesmo tipo de público para conhecer melhor a rotina desses locais. Também é interessante buscar informações em estabelecimentos da região, mesmo que de outros ramos de atividade, para entender mais a fundo as especificidades que encontrará pela frente.

Quais os custos de abrir uma padaria?

Para saber quanto custa abrir uma padaria, antes é preciso identificar quais são os gastos desde a preparação do negócio até que ela consiga gerar faturamento suficiente para cobrir as despesas operacionais. Listamos os tipos de investimentos que precisam ser feitos para ter uma padaria de qualidade. Acompanhe.

Infraestrutura

A parte de infraestrutura envolve todo o espaço que será ocupado, bem como adaptações e melhorias que possam surgir. Uma padaria precisa de um espaço adequado para a produção dos pães e demais produtos, no qual serão colocados diversos equipamentos, alguns de grande porte. Ele também deve seguir as normas da ANVISA, principalmente em relação às superfícies e separação de resíduos.

Além disso, é preciso providenciar o ajuste da parte elétrica, tanto do ambiente de produção, quanto do balcão de atendimento. As voltagens utilizadas pelas máquinas maiores e a quantidade de equipamentos ligados ao mesmo tempo interferem na capacidade necessária para evitar problemas maiores.

Por fim, a parte hidráulica também merece uma atenção especial. As instalações devem facilitar a limpeza dos ambientes e utensílios para atender às questões de segurança alimentar. Não se deve esquecer, também, que o balcão de atendimento precisa de uma estrutura de cozinha para o preparo de lanches para os clientes.

Equipamentos

Os equipamentos representam os custos mais expressivos ao abrir uma padaria. Contudo, são itens que duram por muitos anos quando bem escolhidos e conservados.

Alguns são específicos da panificação, como será explicado mais adiante, outros atendem a diferentes demandas na rotina de uma padaria. O ponto principal é que eles são fundamentais para o negócio, pois ajudam na produção, exposição e armazenamento dos produtos a serem vendidos, bem como dos ingredientes que serão utilizados.

Mão de obra

Por menor que seja a sua padaria, ela vai precisar de uma equipe de profissionais para funcionar. Alguns deles são mais fáceis de encontrar e têm uma remuneração mais baixa, como os atendentes, por exemplo. Outros são especializados e agregam valor ao negócio, como os padeiros e confeiteiros.

Antes de começar, verifique o tamanho da padaria e qual será o volume de vendas esperado. Isso ajuda a determinar a quantidade de pessoas que será necessária para produzir todas as receitas e atender aos clientes de forma satisfatória.

Qualificação dos profissionais

A qualificação dos colaboradores deve ser um investimento presente desde antes do estabelecimento abrir suas portas para o mercado. Mesmo que o processo seletivo seja bem-feito e os profissionais escolhidos sejam experientes e capacitados, existem questões comportamentais que devem ser alinhadas.

As equipes precisam estar preparadas para prestar um atendimento de excelência e para entregar receitas com qualidade e eficiência. De acordo com o mix de produtos, algumas especializações são muito interessantes, tais como um treinamento em panificação artesanal ou um curso de confeitaria.

Capital de giro para os primeiros meses de operação

Mesmo depois de estar com todos os equipamentos comprados, a estrutura pronta e a equipe preparada, o empreendedor ainda precisa ter um montante reservado para lidar com as contas do dia a dia. Como os gastos iniciais são maiores, o faturamento dos primeiros meses são usados para repor essa quantia.

Por isso, é muito importante ter o suficiente para sustentar o negócio até que ele se estabeleça no mercado. A clientela pode levar algum tempo até ser formada e fortalecida, e podem existir períodos de queda nas vendas por fatores externos. A reserva ajuda a passar por esses momentos de forma mais tranquila, sem risco para a empresa.

Quais itens e equipamentos devem ser adquiridos?

Aprofundando um pouco mais na parte de equipamentos, vamos listar os principais tipos que devem ser adquiridos entre os utilizados na área de produção e os que são destinados à parte de atendimento aos clientes. Confira.

Equipamentos para a área de produção

Os equipamentos para a área de produção são todos aqueles que o público não vê, mas que são os responsáveis por boa parte dos produtos que ele compra. São itens que ficam na parte interna da padaria onde os pães, bolos e outras receitas são desenvolvidas. Conheça os mais importantes a seguir.

Equipamentos para o preparo dos pães

O preparo do pão francês, carro-chefe da maioria das padarias, depende do uso de vários tipos de equipamentos. A amassadeira, por exemplo, é responsável por misturar a massa, integrando melhor os ingredientes e deixando-a mais homogênea. As câmaras de fermentação mantêm a temperatura e umidade nos níveis exatos para ter fornadas mais bonitas e de qualidade.

Itens e equipamentos para o preparo de outros produtos

Outros equipamentos industriais são de extrema relevância para uma padaria. Uma batedeira mais robusta é indispensável para a parte de confeitaria, na confecção de bolos, recheios e coberturas. Itens como balança, moedores e fatiadores facilitam o preparo dos ingredientes das receitas, garantindo precisão e uniformidade.

Fornos

O forno de padaria é mais um equipamento indispensável. Conforme o tamanho do local, será preciso adquirir mais de uma unidade, que podem ser de modelos diferentes. Uma boa pedida é adotar a estratégia do ponto quente, que consiste em ter fornos especiais que permitem que os clientes vejam os produtos sendo assados.

Refrigeradores e freezers

Os refrigeradores e freezers atuam na conservação dos ingredientes e alimentos finalizados. Em geral, por causa do volume de itens a ser armazenado, o ideal é ter uma câmara refrigerada. Isso ajuda a aproveitar melhor o espaço e a organizar o estoque.

Utensílios de cozinha

Os utensílios de cozinha podem ser pequenos, mas não são insignificantes. Vários são de uso bastante recorrente, como colheres, garfos, facas e fouet. Outros têm um uso mais restrito, mas são igualmente indispensáveis, como funil e peneira. Uma forma mais fácil de não esquecer de nada é pensar em todas as receitas que serão feitas e o que cada uma delas demanda de utensílio.

Móveis e equipamentos para a área de atendimento

A área de atendimento também precisa ser abastecida com móveis e equipamentos. Confira os mais relevantes abaixo.

Expositores

Os expositores são a principal vitrine de uma padaria. É nele que os produtos são expostos para os clientes, que são atraídos pela beleza e cheiro de cada um. Para os pães, o ideal é que o compartimento permita o acesso diretamente da área de produção, assim, logo que uma fornada fica pronta, basta colocá-los diretamente da forma para o expositor.

Outros alimentos podem ser expostos em estufas, que mantenham a temperatura certa, ou em ilhas mais abertas. O único ponto de atenção aqui é que eles devem permanecer cobertos o tempo todo, para que não haja contaminação por insetos.

Balcões refrigerados

Os balcões refrigerados podem ser utilizados de duas maneiras. Eles podem abrigar produtos, como bebidas e laticínios, estando à vista dos clientes, ou servirem como uma espécie de “geladeira” do balcão de atendimento. Nesse segundo caso, os ingredientes para os lanches, tais como frios, leite e frutas picadas, podem ser mantidos sob refrigeração, permitindo o uso ao longo de todo o dia.

Equipamentos para preparo de lanches

O preparo de lanches também requer o uso de alguns equipamentos específicos. Os mais comuns são:

  • sanduicheira;
  • chapa (para o preparo de hambúrguer, arroz e macarrão, por exemplo);
  • liquidificador;
  • cafeteira;
  • espremedor de frutas;
  • fatiador de frios.

Mesas e cadeiras para lanche

Com a rotina corrida das pessoas, a maioria das padarias dispõe de um espaço para que seus clientes façam suas refeições. Nesses casos, é preciso providenciar conjuntos de mesas e cadeiras, além de aparatos para condimentos, tais como pimenta, sal e açúcar, para que eles possam ser servir.

Quais são as etapas de investimento na padaria?

Todo tipo de negócio passa por diferentes fases de investimento. No caso de quem precisa saber quanto custa abrir uma padaria, é preciso pensar em etapas principais, como você verá a seguir.

Investimentos iniciais

Os investimentos iniciais são todos aqueles necessários para tirar a ideia do papel e abrir uma padaria. O montante deve ser o suficiente para cobrir os custos com o aluguel e a reforma do imóvel, para a compra dos equipamentos e para o pagamento dos funcionários. Também é importante abastecer a dispensa para as primeiras semanas de operação, para garantir a produção mesmo com poucas vendas.

Capital de giro

O capital de giro é uma reserva que garante o funcionamento do negócio em seu dia a dia. É por meio dele que o fluxo de caixa da padaria se mantém controlado, com todos os pagamentos sendo realizados no prazo correto. Ele deve incluir todos os valores a serem pagos, tais como fornecedores, funcionários e parcelamentos anteriores.

Reserva de emergência

Depois de alguns meses em operação, a padaria já começa a observar o crescimento nas vendas e a redução das dívidas iniciais. Na medida em que as contas vão sendo eliminadas, o ideal é construir uma reserva de emergência. Trata-se de um valor ao qual o empresário pode recorrer em caso de imprevistos. Ele permite que os compromissos financeiros sejam cumpridos até que o problema seja resolvido.

Investimentos para a expansão do negócio

Por último, os lucros obtidos com as vendas da padaria devem ser aplicados em uma reserva para investimentos futuros. O gestor pode deixar esse montante atrelado a algum produto financeiro, para gerar rendimentos, mas é importante ter um objetivo e planejamento definidos. Assim, quando for a hora, a padaria poderá expandir seus horizontes e conquistar novos mercados.

Como fazer a organização do capital?

A organização do capital necessário para abrir uma padaria pode ser um pouco complicada se você não tem tanta familiaridade com o empreendedorismo. A boa notícia é que separamos algumas dicas que vão ajudar até quem não tem experiência alguma com abertura de empresas. Confira!

Faça um levantamento detalhado dos custos

O ponto principal é fazer um levantamento completo e detalhado de tudo o que será gasto desde a preparação do local até o momento em que a empresa terá condições de se manter só com o resultado das vendas. Atente-se para listar todos os itens e considere uma margem de erro para evitar surpresas desagradáveis mais à frente.

Categorize os custos para ter uma visão mais precisa

Uma boa forma de garantir que não ficou nenhum custo de fora é criando categorias. Essa estratégia ajuda a pensar em cada grupo de despesas de forma mais aprofundada e eficiente. Aproveite para analisar algumas interseções entre as categorias onde possam existir economias ou aumento nos gastos.

Defina as linhas de base do orçamento

Outro ponto muito importante é estabelecer uma linha de base para cada despesa que a empresa terá. Esses valores serão a peça fundamental para o cálculo dos montantes necessários para que a padaria se mantenha em funcionamento, sem grandes problemas ou limitações.

Como escolher os fornecedores para a padaria?

Para saber quanto custa abrir uma padaria, é importante cuidar da escolha dos fornecedores. Antes de fechar os contratos, pesquise a reputação de cada um, converse com outros clientes e entenda como é o dia a dia junto àquele parceiro. Não se prenda apenas aos preços, faça uma análise qualitativa de cada fornecedor.

Além dessas orientações gerais, separamos algumas mais específicas, de acordo com o tipo de fornecedor. Veja!

Infraestrutura e equipamentos

A parte de infraestrutura e equipamentos em uma padaria tem um peso muito grande no negócio. Problemas com instalações elétricas e hidráulicas, ou equipamentos de baixa qualidade afetam diretamente a qualidade e produtividade da equipe. Por isso, é muito importante escolher empresas sérias, comprometidas e que prestem um bom serviço de assistência.

Produtos para revenda

Um cardápio de padaria também inclui a venda de produtos terceirizados, como os frios, laticínios e alguns industrializados. O ponto de atenção nesse caso é para a qualidade e reputação dos produtos. Eles devem atender ao perfil do público e ajudar o estabelecimento a manter uma boa imagem perante o mercado.

Ingredientes para os produtos de fabricação própria

Os ingredientes para a fabricação dos pães, bolos e demais alimentos devem ser escolhidos com muito cuidado. A primeira preocupação deve ser com as questões de segurança alimentar. Para isso, verifique as condições de fabricação, armazenamento e transporte de cada fornecedor, com um olhar especial para os itens que exigem refrigeração constante, como as carnes e os laticínios em geral.

Além disso, avalie a qualidade de cada produto e como eles afetam o resultado das suas receitas. Tenha mais de uma opção de fornecedor, principalmente para os ingredientes mais importantes, como a farinha, o leite e os ovos. Acompanhe o andamento da parceria e garanta que não haja problemas com a queda na qualidade ou a falta de pontualidade nas entregas.

Como ter sucesso na padaria?

Diante de todas essas providências, a sua padaria tem tudo para começar muito bem a sua jornada no mercado. A base do negócio estará bem consolidada e segura, permitindo que em pouco tempo os novos desafios sejam sobre como aumentar as vendas.

Até lá, é fundamental manter um controle mais próximo de todas as atividades. Isso inclui a verificação diária dos relatórios financeiros, a análise do volume de vendas e o crescimento na quantidade de clientes. É uma forma de identificar possíveis desvios mais agilmente e, ao mesmo tempo, se aprofundar no aprendizado sobre a gestão do negócio.

Com o passar do tempo, ficará mais fácil entender o comportamento dos consumidores e quais são as ações que surtem os efeitos mais positivos nas vendas. A tendência é que a empresa cresça e se fortaleça, atraindo e retendo mais clientes.

Neste artigo você aprendeu quanto custa abrir uma padaria e todas as providências que precisam ser tomadas para garantir o sucesso do empreendimento. Agora é “botar a mão na massa” e começar a tirar seus planos de se tornar o dono do seu próprio negócio do papel com a ajuda das nossas dicas!

Se você gostou deste conteúdo e já está pensando em colocar seu aprendizado em prática, confira os equipamentos da Ramalhos e conte com o melhor fornecedor para a sua padaria!


Massa Madre News


2019

Alimentação fora de casa 2019: 8 tendências para seu negócio
Massa Madre Blog

CURIOSIDADES

6 razões para escolher produtos orgânicos e encantar os clientes
Massa Madre Blog

COOKIES

Produtos de padaria: veja 4 itens que não podem faltar!
Massa Madre Blog

BRANDING

Manual de identidade: um guia de branding para sua padaria
Quer saber como constituir a marca da sua padaria? Confira os pontos importantes neste artigo.
Massa Madre Blog