ATENDIMENTO
CLIENTE
PADARIA
RESTAURANTE
QUALIDADE
MARCIO RODRIGUES
KNOW HOW

Excelência no atendimento ao cliente

26 ABRIL,2017

 

O mercado de alimentação nunca esteve tão concorrido. Nos últimos anos houve uma ampliação na diversificação do mix de produtos dos estabelecimentos, o crescimento de alguns canais, novos canais de venda promovendo a migração do consumidor, serviços e tecnologias. Com tanta variedade de opções, a relação do consumidor com as empresas também não é mais a mesma e a forma de atender os clientes precisam ser atualizadas em prol de uma maior atratividade.

 

Atualmente, o atendimento ao cliente deve começar antes mesmo de ele entrar em uma loja. É preciso planejar e se organizar internamente para a criação de uma cultura de satisfação que maximize as vendas. Pontos muitas vezes ignorados, como a definição da planta baixa da loja, têm impacto na forma como os clientes interagem com as empresas, influenciando na forma que eles se locomovem dentro do ponto de vendas. Controlar o fluxo dos consumidores promove a maior facilidade em encontrar os produtos desejados e otimizando o autosserviço.

 

Se for necessário que o público tenha contato com algum colaborador da empresa, este precisa estar capacitado para executar o que for solicitado, seja com uma informação ou realizando alguma tarefa. Os funcionários podem ser instruídos para apresentarem muita cordialidade e oferecer uma boa recepção, mas essas qualidades não sustentam um serviço mal executado. Se isso acontecer, a impressão sobre a loja ainda será ruim.

 

É fundamental a definição bem delimitada de tarefas entre os funcionários e a distribuição dos postos de trabalho. A equipe da padaria deve saber onde precisam estar para atender seus clientes, qual o local para a realização de cada tarefa e serem devidamente capacitados para sua realização. Não havendo esse treinamento, a empresa não apresentará um padrão. Logo, o que acontecerá quando um cliente pedir um simples cafezinho? Cada membro do setor elaboraria o produto solicitado de uma forma completamente diferente. A falta de padronização dificulta a criação de um referencial, prejudicando a imagem da qualidade dos itens da empresa diante do mercado.

 

Aplicar todas essas lições requer a documentação dos controles das rotinas de trabalho e produtos. Saber quem fez o que, onde e quando promove um maior controle sobre a qualidade do que vem sendo executado e permite controlar as falhas. Uma forma do empreendedor se capacitar para desenvolver tais processos no atendimento da sua panificadora é através do Curso Completo Metodologia Propan. O curso acontece em julho, em Belo Horizonte, e é voltado para profissionais dos setores de alimentação, confeitaria e panificação que gostariam de adquirir e aperfeiçoar seus conhecimentos sobre gestão, para aplicação nas empresas que atuam.

 

É preciso se modernizar e se atualizar sempre. As empresas que não procurarem se aperfeiçoar diante deste novo contexto, mais volátil, podem ficar paradas no tempo. Enquanto alguns negócios ignoram a necessidade de evolução, outros se adaptam mais rapidamente e crescem de forma mais acelerada.



< ANTERIOR
VOCÊ VAI GOSTAR
PRÓXIMA >