PANIFICAÇÃO
PÃO
PADARIA
BALANÇO
ECONOMIA
MÁRCIO RODRIGUES
KNOW PRESS

Boas Vindas a 2017

30 DEZEMBRO,2016

 

2016 se foi e há quem diga que do ano que passou não precisa nem de retrospectiva. Os menos extremistas dizem que não é para tanto, que muito se apreendeu com as dificuldades e que os desafios econômicos e operacionais serviram para trazer amadurecimento às empresas. Prefiro pensar que por trás do clichê: “em tempos de crise, crie” há muito menos instabilidade mercadológica e muito mais de preparação para encarar 2017 com novos ânimos.

 

O primeiro semestre de 2016, marcado pela mudança de hábitos de consumo, com perda do poder de renda, fez com que muitos empresários do setor de panificação e confeitaria chegassem a ponto de fechar as portas. Contudo, empresas que estavam melhor estruturadas passaram pelo turbilhão e puderam ter a percepção de uma segunda metade do ano mais otimista. Os consumidores retomaram hábitos de ir à padaria, ainda que optando por produtos de menor valor agregado.

 

A inflação, na casa de 7%, mais de três pontos abaixo do compilado de 2015, colaborou de forma significativa para que o setor fechasse o ano na casa dos R$87 bilhões. Mas para 2017 é preciso mais. É importante ao negócio e ao empresário a consciência de que o esforço não será em vão. O ano que se inicia promete ratificar hábitos de redução de custo operacional iniciados no momento de crise. Otimização das rotinas, estruturação de processos, gerenciamento estratégico e inteligência mercadológica serão termos muito usados.

 

Se a experiência de mais de vinte anos de mercado pudesse indicar alguns caminhos promissores, atreveria-me a indicar, primeiramente, as soluções on line. A internet e suas incontáveis possibilidades não podem ser desprezadas. Empresas de diversos setores investem em treinamento e instrutoria virtual, quebrando barreiras geográficas e de comunicação a um clique. A desculpa que o setor não entende a linguagem web não pode mais ser usada. Prova disso foi que inauguramos o ambiente de ensino a distância e em menos de um ano quase mil pessoas foram capacitadas, de balconistas e entregadores a gerentes e lideranças. E melhor: tudo por preços acessíveis, que cabem no orçamento de empresas de pequeno porte, e com aplicações efetivas dentro das rotinas.

 

Se para alguns empresários as experiências físicas contêm fatores limitadores no processo de gerenciamento estratégico, há muito que explorar no ambiente on line para empresas dos ramos de panificação e alimentação. O know how de consultoria em mais de 10 mil empresas permitiu desenvolver software de suporte a todas as áreas do negócio: administrativo e financeiro, gestão de pessoas, gestão da produção, organização da operação de loja e atendimento ao cliente, marketing e vendas. Na prática significa operacionalizar de forma segura e ágil ao empresário o acesso às informações compiladas que refletem o status da empresa no momento atual, além de revelar onde e como ela pode se tornar mais competitiva.

 

Já na área de produção, vale lembrar ainda sobre os produtos de maior margem de contribuição, como os pães especiais e de fermentação natural, que possibilitam melhoria na rentabilidade da empresa e a fidelização do cliente ao ponto de venda pelas características de “grife”. É importante estar atento ao mix de produtos oferecidos conciliando os de alto valor agregado à rotina de abastecimento.

 

Esperamos você em 2017, seja no ambiente virtual ou no físico. O importante é compreender o novo ano como uma oportunidade de superar os obstáculos e romper com os limites que o próprio mercado determinou. É hora de arregaçar as mangas e colocar a mão na massa, como um bom padeiro faz.

 

 



< ANTERIOR
VOCÊ VAI GOSTAR
PRÓXIMA >