PĆO
PANIFICAĒĆO
EDURECIDO
PADARIA
MMB
KNOW HOW

Afinal, por que o pćo endurece?

19 JULHO,2017

 

Você já deve ter se perguntado por que o pão endurece, não é mesmo?

 

Essa é uma dúvida de muitas pessoas, especialmente daquelas que lidam diariamente com o produto, seja na produção ou no consumo. A resposta pode ser encontrada nos ingredientes e no procedimento de fabricação.

 

Ficou interessado no assunto? Continue lendo, descubra o porquê e muito mais!

 

Por que o pão endurece?

 

Para entender o motivo de um pãozinho amanhecer mais duro (ou seco), é importante conhecer um pouco mais sobre seus ingredientes. 

 

A farinha de trigo é o principal item para se preparar um pão. Utilizada em grande proporção em relação aos demais, ela é composta por duas substâncias: o amido e as proteínas.

 

Antes de a mistura passar pela cocção, as moléculas de amido presentes na farinha estarão organizadas de uma forma em que a água não penetra, maneira essa que é conhecida como ordenação em estruturas granulares.

 

Contudo, assim que se inicia o cozimento, essas estruturas se rompem, e o amido passa a se juntar com a água que saiu das proteínas coaguladas pelo calor, tornando o pão úmido e fofo.

 

Depois que a massa já está assada, ela começa a esfriar, e todas as moléculas de amido se reestruturam e começam a cristalizar. Isso faz com que a água das proteínas evapore e, dessa forma, uma camada mais rígida e seca se forme no produto. É exatamente essa camada que promoverá o endurecimento do pão.

 

Resumindo, podemos dizer que os procedimentos de preparo, que se iniciam na mistura da massa e terminam com o pãozinho já pronto, fazem a umidade do alimento evaporar. Como consequência, o produto seca e endurece, geralmente logo no dia seguinte.

 

Como manter o pãozinho fresco por mais tempo?

 

É sempre bom lembrar que produtos que possuem ingredientes de qualidade e que passam por processos de fermentação e de cozimento adequados tendem a ter um padrão superior e, também, uma maior durabilidade.

 

Seja como for, existem algumas sugestões que auxiliam a manter o pão fresco por mais tempo. Conheça agora algumas ideias para ajudar nessa conservação!

 

1. Evite guardar o produto ainda quente

 

Seja em estabelecimentos comerciais ou em casa, o hábito de guardar o pãozinho ainda quente ou morno pode ocasionar o aparecimento de fungos e, assim, a deterioração do alimento.

 

Isso acontece porque o vapor que sai dele ainda quente entra em contato com o saco de papel ou plástico ou com o recipiente, tornando o ambiente úmido, condição ideal para o aparecimento dos fungos que causam o bolor, popularmente conhecido como mofo.

 

Por esse motivo, se o intuito não for comer o pão quentinho, deixe-o em um espaço aberto e em contato com o ar até o momento de servir, consumir ou guardar.

 

2. Armazene em locais adequados

 

Há quem defenda a utilização do plástico ou do frigorífico para armazenar o pão por um período maior. Entretanto, o mais aconselhável é guardar o produto em um local seco, mas, ao mesmo tempo, com circulação de ar, como sacos de papel, bolsas de pano ou até mesmo enrolando o pão em um pano de cozinha limpo e sem umidade.

 

Dessa forma, armazenando o alimento em boas condições, ele é capaz de manter a crosta firme e crocante com um miolo mais úmido por até uma semana.

 

3. Prefira deixar o alimento inteiro

 

Evite deixar o pão já cortado, uma vez que isso expõe o produto à variação de temperatura externa, fazendo com que ele perca ainda mais umidade, mesmo que as fatias sejam uniformes.

 

É recomendável que você corte de acordo com a necessidade, garantindo um produto mais fresco e com características de qualidade.

 

Quais são as dicas para aproveitar um pão velho?

 

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, você não precisa jogar fora aqueles pães adormecidos. Existem incríveis dicas para reaproveitá-los, tanto na preparação de novos alimentos quanto na utilização deles em outras receitas.

 

Para isso, você só precisa de um pouco de criatividade. Confira algumas ideias!

 

Torradinhas

 

Feitas rapidamente ao forno com os pãezinhos fatiados, um pouco de manteiga ou azeite, ervas (orégano, manjericão e tomilho, por exemplo) e, se precisar, um pouco de sal. São boas opções para servir junto com patês, ovos e antepastos.

 

Farinha de rosca

 

Ótima para empanar e deixar os alimentos bem crocantes ou para misturar nas almôndegas, por exemplo, a farinha de rosca pode ser feita no ralador ou em um processador quando o pão que já estiver bem duro. Caso não esteja, leve-o ao forno, ainda inteiro, por alguns minutos.

 

Croutons

 

Seguindo a ideia das torradas, contudo com cortes quadrados e bem menores, os croutons podem ser feitos tanto em uma frigideira com um pouco de azeite quanto ao forno.

 

Quando estiverem bem crocantes, tempere com sal, pimenta do reino e ervas. Podem ser usados para dar texturas em saladas, em cremes, em sopas e em caldos quentes, por exemplo.

 

Rabanada

 

Tradicionalmente servidas em épocas natalinas, as rabanadas são deliciosas sobremesas. Elas podem ser feitas, inclusive, para o tradicional chá da tarde de todos os dias.

 

Para fazer, você deve cortar as fatias dos pães, passar primeiro em uma mistura de leite com um pouco de açúcar ou leite condensado e, depois, em ovos batidos. Feito isso, o próximo passo fritá-las em óleo quente e, por fim, envolvê-las em uma mistura de açúcar e canela.

 

Pudim de pão

 

Uma sobremesa assada, o pudim de pão é bastante popular em muitas cozinhas e padarias. Ele é feito a partir de uma mistura de pão francês amanhecido, ovos, leite, açúcar e canela.

 

Agora você já sabe por que o pão endurece, conhece maneiras para conservá-lo fresco por mais tempo e ainda possui ideias maravilhosas para reaproveitar aqueles que já estiverem mais velhos e ressecados.

 

Mesmo assim, evite o desperdício, tanto em casa quanto em setores de panificação. Lembre-se de que este é um alimento que está presente diariamente na mesa de muitos brasileiros. Valorize-o e aproveite!

 

Você conhece alguma outra sugestão para conservar os pãezinhos ou reaproveitar os mais velhos? Deixe-a aqui nos comentários e complemente a nossa publicação. Até mais!

 



< ANTERIOR
VOCÊ VAI GOSTAR
PRÓXIMA >