Ricardo Arriel

 

Quem te inspirou?

Fui criado em torno da cozinha, minha mãe era cozinheira e sempre acompanhava ela no trabalho.

 

Quando decidiu?

Por volta dos 10 ,11 anos, tive meu primeiro contato com a panificação e estou até hoje.

 

Como aprendeu?

O aprendizado veio do trabalho diário, e depois solidificado em anos como técnico demonstrador e atualmente como consultor, e também com cursos de especialização e viagens para Europa como França, Portugal e Alemanha.

 

Como define a sua cozinha?

Simples e objetiva com a máxima de que " O menos é mais sempre".

 

Quem é você fora da cozinha?

Um cara simples com gostos interioranos e sempre buscando aprender.

 

Sabor da Infância?

Acho que as quitandas de minas em geral, como broas de milho, bolos e o pão de queijo.

 

É um sucesso por quê?

Creio que receita não é tudo, e que as pessoas devem adquirir o conhecimento, as bases, as técnicas para elas criarem suas próprias receitas e identidade.

 

Um prato?

Pamonha e outros produtos típicos de Minas e Goiás.

 

Comer ou preparar?

Comer.

 

O que comeu e não esqueceu?

O Pastel de Feijão que comi em uma viagem a Portugal.





POSTS