Vitor Sobral

Quem te inspirou? 

A família.

 

Quando decidiu? 

Quando era criança já sabia que queria ser cozinheiro.

 

Como aprendeu? 

Com a família, formação, com erros e com muito trabalho.

 

Como define a sua cozinha? 

Cozinha de matriz portuguesa, com raízes lusófona e cada vez menos complexa. 

 

Quem é você fora da cozinha? 

A exceção da família é tudo muito idêntico àquilo que sou na cozinha.

 

Sabor da Infância? 

Sabores do Alentejo. 

 

É um sucesso por quê? 

Pela vontade de fazer cada vez mais e melhor, pelo trabalho árduo. 

                  

Um prato? 

Não há um prato em concreto. Prefiro, sempre, os produtos do mar.  

 

Comer ou preparar? 

Os dois dão igual prazer.

 

O que comeu e não esqueceu? 

As comidas da minha infância.