Guillaume Petitgas

Quem te inspirou?

Meus colegas e chefes na Noruega, onde trabalhei por dois anos.

 

Quando decidiu?

Em 2006, queria voltar para o Brasil, mas achei que seria difícil encontrar um trabalho já que não existiam padarias do modelo Francês em Brasília, então resolvi abrir a minha própria.

 

Como aprendeu?

Aos 16 comecei uma formação alternada na França (formação na escola e trabalho em uma padaria ao mesmo tempo) e depois nas empresas onde trabalhei.

 

Como define a sua cozinha?

Artesanal, como deve ser. Escolher os melhores ingredientes disponíveis no mercado e colocar a mão na massa para modelar os pães é o que me motiva todos os dias.

 

Quem é você fora da cozinha?

A mesma pessoa que sou dentro da cozinha (que no meu caso chamo de "produção" e não de cozinha).  Sou expansivo, alegre e passional. O que às vezes assusta as pessoas. Raramente estou de mau humor, mas quando estou o melhor é sair de perto (risos).

 

Sabor da Infância?

Pato confitado da minha avó! Hum....deu água na boca!

 

É um sucesso por quê?

Porque faço o meu trabalho com paixão! 





POSTS